sobre collage: "Este fascínio a que aludimos (sua fascinação e sua erótica) decorre da função simbólica da imagem (como linguagem da experiência vivenciada mesmo) e que revista, subvertida, revolucionada na sua forma poética/plástica, readquire o sensível". Sérgio Lima, 1984

30.4.10

Opostos



*White Poney é o nome deste cavalo sem forma e cor definida, que carrega uma função mágica e óbvia dentro da história de um casal, há mais de seis anos.

6 comentários:

Tuca Zamagna disse...

Uma maraventurícia (colagem de maravilha + ventura + delícia) conhecer o seu blog, Aline. Sou apaixonado por colagens, sobretudo as precursoras, dos dadaístas e surrealistas. Max Ernest, o da primeira fase, em P&B, é meu Deus - embora eu seja ateu...
Há tempos ando querendo postar no meu blog algum poema (ou parte de) do Jorge de Lima, da fase áurea, surrealista. Mas queria ilustrá-la com alguma(s) colagem(ens) dele mesmo, e na net não achei nada com boa resolução. Fui a uma exposição sobre as colagens que ele publicou no livro "A arte em pânico", mas não me deixaram fotografar os quadros. Você por acaso teria alguma boa reprodução de trabalho dele?

Sucesso para o seu blog e suas colagens. Estarei de olho, hem!

Miscelanea disse...

Parabéns pelo trabalho !

Driks Barreto disse...

Oie!!!!tem selinho pra vc no meu blog!bju
www.momentosdadriks.blogspot.com

Marina G. disse...

Eu recorto, tu colas, nós blogamos! rs

Beijos!

re-cortecultural.blogspot.com

Tati Vieira disse...

Oi professora Aline!!

Adorei o seu blog, tem uma sacada irreverente e ao mesmo tempo uma sensibilidade feminina.

Muito sucesso menina!!

Beijinhos
Tati

Alexandre Gomes Vilas Boas disse...

; )
Muito bom!

Colar me faz bem!

todos esses trabalhos são feitos com recortes de revistas
que precisavam de uma nova chance.

todas essas imagens foram revistas das revistas e revisitadas algumas vezes até virem para cá.

todas as composições foram em nome de algum impulso e incontrolavelmente precisaram ser produzidas!

tudo, todos e todas esperam para serem vistos e revistos por seu olhar... Olhe, veja!

Aline Fonseca